domingo, 1 de maio de 2011

Projeto: O cangaço





















Neste primeiro semestre do ano letivo de 2011 nossa Unidade Escolar desenvolverá o projeto: O cangaço e para tanto algumas atividades já começaram a ser desenvolvidas como: exposição de material de divulgação e sensibilização por parte da Pedagoga Silvânia nas partes externas às salas de aula, como também a exibição de vídeo pela Profª Marta Rocha ( ciências) nas turmas das 6ªs A e B(manhã) e 3ª etapa do EJAEF(noite),onde a referida professora também se utilizará de histórias em quadrinhos,pesquisas, confecção de cartazes,exposição de peças e costumes que faziam parte da sociedade na época do cangaço. Outras atividades também constam no cronograma do projeto,dentre elas a excursão a Canindé do São Francisco prevista para 14/05/2011.A culminância do projeto ocorrerá em 15/07/2011.
Com relação ao filme exibido refere-se a um filme compacto a partir da minissérie Lampião e Maria Bonita que foi exibida na década de 80 pela TV Globo e que tem a duração de aproximadamente 1:39 horas e conta com os atores Nelson Xavier(Lampião) e Tânia Alves (Maria Bonita).

Minissérie:
LAMPIÃO E MARIA BONITA

Autoria: Aguinaldo Silva e Doc Comparato
Direção: Paulo Afonso Grisolli e Luís Antônio Piá
Produção do núcleo: Paulo Afonso Grisolli
Período de exibição: 26/04/1982 – 05/05/1982
Horário: 22h15
Nº de capítulos: 8

Trama/ Personagens:
- Obra pioneira, Lampião e Maria Bonita inaugurou um novo formato de programa na Rede Globo, o de minisséries, levando para a tela um dos mais conhecidos episódios da história nacional.
- O enredo é baseado na vida do mais famoso cangaceiro do Brasil, Virgulino Ferreira da Silva, conhecido como Lampião, um pernambucano nascido em 1897, que se transformou no mais forte símbolo do cangaço. Lampião era conhecido como o rei do cangaço. Praticamente cego do olho direito, andava manquejando, devido a um tiro que levou no pé esquerdo durante um conflito no sertão. Em suas andanças, conheceu Maria Bonita, a primeira mulher a fazer parte de um grupo de cangaceiros, com quem teve uma filha, Expedita. A história de Aguinaldo Silva e Doc Comparato acompanha os últimos seis meses de vida de Lampião e Maria Bonita, período até hoje um tanto obscuro na história. Apesar da extensa e cuidadosa pesquisa histórica, a minissérie não pretende ser extremamente fiel aos acontecimentos, trazendo à narrativa elementos ficcionais.
- A trama tem início com o seqüestro do geólogo inglês Steve Chandler (Michael Menaugh) pelo bando de Lampião (Nelson Xavier). Para negociar o resgate com o governo da Bahia, o cangaceiro usa Joana Bezerra (Regina Dourado) como intermediária. Em um bilhete, Lampião exige 40 mil contos de réis em troca da vida do geólogo. O papel cai nas mãos do sargento Libório (Roberto Bonfim), a autoridade política de Geremoabo, que passa a notícia para o governador da Bahia. Junto com a embaixada da Inglaterra, o governo do estado da Bahia decide enviar tropas comandadas pelo tenente Zé Rufino (José Dumont), tradicional perseguidor de Lampião, para capturar o bandido. Apesar de pedirem sigilo absoluto, a notícia do seqüestro acaba vazando, e o jornalista Lindolfo (Helber Rangel) começa a explorar o fato.
- A partir daí, são acompanhadas as negociações entre Lampião e o governo da Bahia e as inúmeras perseguições e fugas do bando, durante as quais o grupo vive momentos de grande tensão. Em outras seqüências, quando se sentem seguros, a minissérie mostra Lampião e Maria Bonita (Tânia Alves) em um clima tranqüilo, visitando sua filha, Expedita (Adriana Barbosa), que é criada por uma família da região. A narrativa procurava mostrar os lados sanguinário e apaixonado de Lampião. Mas a tensão é sempre maior do que os momentos de diversão e paz, tanto pelos embates com a polícia, como pela presença de Chandler.
- A situação se agrava com o desaparecimento de Maria Bonita. Com a ajuda de Dadá (Lu Mendonça), a mulher de Corisco (Silvio Correia e Lima), ela se afasta do bando para fazer um aborto, sem que Lampião saiba. Quando volta, está com febre alta e fortes dores pelo corpo. Maria Bonita consegue melhorar graças a Chandler, que, percebendo a gravidade do caso, oferece um remédio para a cangaceira. Ele passa a cuidar de Maria Bonita e, inesperadamente, sente-se atraído por ela, gerando um conflito com Lampião.
- O governo e a embaixada inglesa oferecem recompensas a quem fornecer pistas sobre o paradeiro do bando, e o cerco se aperta. O consulado rejeita qualquer possibilidade de pagar o resgate e propõe que aprisionem alguém da família de Lampião para forçá-lo a se entregar. Enquanto isso, Zé Rufino consegue encontrar Maria Bonita, que está acampada com parte do bando. A batalha é acirrada, mas ela consegue escapar. No entanto, um dos cangaceiros é aprisionado e levado para Salvador. Lá, o antropólogo Eustáquio (Rubens Araújo) decide fazer a medição de seu crânio, no intuito de comprovar sua tese de que o banditismo é resultado de uma degenerescência racial.
- Após inúmeras buscas e tentativas de negociação, a história de Lampião chega ao fim. Em 28 de julho de 1938, antes do nascer do sol, na margem sergipana do rio São Francisco, soldados da polícia liderados pelo tenente José Batista (Gilson Moura) descobrem o esconderijo dos cangaceiros. Lampião e Maria Bonita, apanhados de surpresa, são metralhados na grota de Angicos junto com outros integrantes de seu bando, sem qualquer possibilidade de reação.Fonte:http://memoriaglobo.globo.com/Memoriaglobo/0,27723,GYN0-5273-235478,00.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário